in

A sexta-feira chegou… E com ela a depres… CURTIÇÃO!!

Quem nunca marcou aquele rolezão pro sábado e passou a semana inteira ansioso pra esse dia chegar, não é mesmo? Pois bem, temos duas cervejarias em Curitiba muito conhecidas, a Bodebrown e a Swamp. E todo final de semana tem eventos em ambas.

Em meados de 2016, eu tinha um IG no Instagram pra rolês curitibanos e eu jamais deixaria cervejarias de fora, então chegou o grande dia de visitar as duas e desenvolver um material pra divulgação. Eu e Maryah, ainda tímidas e novatas nesse ramo de ser cara de pau, fomos com a cara e a coragem que conseguimos juntar.

A página estava no começo, não era muito conhecida, mas nossa proposta era honesta e combinou com a ideia da Swamp. Chegando lá, nos apresentamos e contamos um pouco da nossa história. Foi o suficiente para entrarmos na área de produção, aprendermos sobre os processos e, claro, bebermos muitos chopps! Ainda cito o Hop Bite como um dos meus rótulos preferidos.

O músico convidado do dia chegou e quando voltamos para a parte da frente, as mesas e churrasqueiras já estavam todas ocupadas. Eram grupos de famílias, amigos, tinha cachorro, criança, idosos e mais que tudo isso: muitas risadas, diversão e cerveja boa! Depois de gravarmos alguns takes, chegou a hora de ir pra outra cervejaria.

Em busca da próxima torneira de chopp

Já mais soltas por conta das cervejas na Swamp, chegar na Bodebrown para gravar e conversar com mais pessoas foi fácil! A rua estava cheia como sempre: foodtrucks, cheiro de hambúrguer, famílias, amigos e pets indo pra cima e pra baixo curtindo o som da banda e os rótulos incríveis de lá.

Pra quem ama descobrir rótulos, esse dia de Bodebrown é um prato cheio, ou melhor, vários copos cheios. O sistema de carregar cartão para provar os chopps agiliza o processo e te permite experimentar vários rótulos sem ter que tomar sempre copos grandes. Naquele dia tinha mais de 15 rótulos disponíveis e aproveitei pra tomar a Cacau IPA, que anda de mãos dadas com a Hop Bite no quesito: meu gosto.

Infelizmente, o pessoal do marketing que seria responsável pela nossa visita não estava, mas mesmo assim poder conversar com os frequentadores e amantes de cervejas já foi o suficiente pra gente sair de lá com novos amigos, novas experiências e mais vontade de descobrir o mundo cervejeiro que vem crescendo cada vez mais.

O mundo dá voltas

Três anos depois estou nada mais, nada menos que contando essa história como uma das produtoras de conteúdo do maior clube de assinatura de cerveja do Brasil! Obrigado Maryah por ter me convidado a alçar esse voo com você.

Você pode ver o vídeo que fiz desse dia, mas não pode julgar minha falta de experiência com audiovisual, tá bão? 

Cheers!

Deixe uma resposta

O QUE VOCÊ ACHOU?

Caindo no samba: cerveja será enredo no Carnaval 2020

International Beer Challenge 2019 – Conheça as brasileiras medalhistas