Café Vlissinghe Clube do Malte
in ,

O bar mais antigo de Bruges, na Bélgica

 

A Bélgica é uma das produtoras de cervejas especiais mais famosa e conceituada do mundo. Com rótulos de cervejarias como a Orval, Chimay e Westvleteren, o país é definitivamente um dos polos das melhores cervejas do mundo. Acompanhe essa viagem pela Bélgica e conheça o bar em atividade mais antigo de Bruges – e talvez o mais antigo do mundo -, o Café Vlissinghe. Um brinde à nossa história!

Visitando um dos bares mais antigos do mundo 

No nosso trajeto para o De Garre, em uma das muitas ruelas de caráter medieval de Bruges, onde só se circula a pé ou de bicicleta, está o Café Vlissinghe. Fundado em 1515, é o bar em funcionamento contínuo mais antigo de Bruges e possivelmente o mais antigo do mundo. O caminho de becos estreitos e arquitetura do estilo gótico da idade média nos fazem viajar e dão a sensação de realmente ter voltado no tempo. 

Não íamos entrar, pois a ansiedade de finalmente conhecer o De Garre era imensa, mas a entrada do bar com sua pequena porta e uma placa indicando o Café fez me sentir chegando de uma longa viagem e à procura de uma estalagem com comida agradável e ótimas cervejas. Assim que entramos, tive certeza que não estava mais no mesmo lugar e tempo. Toda a decoração remete ao século XIX. As cadeiras e as mesas bem cumpridas de madeira pareciam ter pelo menos uns 200 anos de idade. O chão de madeira rangia a cada passo, evidenciando que tudo ali tinha muita história.

Café Vlissinghe - O mais antigo de Bruges

 

O Café Vlissinghe 

Assim como diversos bares na Bélgica, o ambiente é decorado com vários apetrechos que fazem qualquer um passar horas apreciando. Aos fundos, um jardim bem agradável com mesas ao redor, trazendo um ar mais moderno e nos lembrando que já estamos no século XXI. Preferi ficar lá dentro com a ilusão de estar em outra época.

Além de um menu repleto de deliciosos pratos, a casa oferece três opções de cerveja na torneira e vários rótulos em garrafas, dentre eles aquele feito exclusivamente para o bar e que carrega o mesmo nome: Café Vlissinghe, uma Belgian Strong Golden Ale de 8%, produzida pela cervejaria Fort Lapin. Mantendo a tradição das viagens cervejeiras, pedimos a cerveja da casa e uma Brugse Zot Dubbel de 7,5%, produzida pela cervejaria De Halve Maan, também de Bruges.

Cerveja Café Vlissinghe

 

Uma viagem no tempo

A cada gole, uma jornada naquela decoração de época. Voltamos para a realidade quando descobrimos que o bar disponibiliza diversos jogos de tabuleiros e baralhos diversos. Atracamos-nos em um baralho gigante, que eu mal conseguia embaralhar, principalmente depois da peregrinação cervejeira do dia que já havia contado com visita na Bourgogne des Flandres e almoço no Cafe Rose Red.

Cartas Café Vlissinghe Clube do Malte

Para finalizar a visita curta, pedimos uma Orval – a maravilhosa trapista refermentada com levedura selvagem. Havíamos entrado no bar à tarde, mas a noite chegou e era hora de deixarmos a estalagem: o De Garre nos esperava. Toda aquela ansiedade baixou um pouco e ficou o sentimento de que não aproveitei o Café Vlissinghe e toda a sua história com a intensidade que ele merece. Bruges sempre deixando saudades. Voltar é preciso. Até a próxima. Santé!

Ficou com vontade de tomar uma cerveja Belga? Corre aqui e peça a sua.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Escrito por Enzo Molinari

Administrador de empresas e amante da cultura cervejeira. Homebrewer, beer sommelier e sócio-cervejeiro da Fanky Folks