in

As diferenças entre Scottish Ale e Scotch Ale

A grafia é parecida, a pronúncia é semelhante, mas esses dois estilos de cervejas escocesas possuem características distintas. Apesar de serem de uma mesma família e possuírem colorações que podem se confundir, existem diferenças perceptíveis entre as Scottish Ale e Scotch Ale.

Malte em destaque

Tradicionalmente, a Escócia não possui uma produção significativa e diferenciada de lúpulos. Em compensação, os cervejeiros da região aprenderam a trabalhar muito bem com os cereais malteados.

Sabendo isso, já podemos concluir que os estilos escoceses possuem um perfil mais maltado, ou seja, explorando mais os aromas e sabores de caramelo, tostado e toffee. Os lúpulos entram apenas para equilibrar o dulçor da cerveja, entregando pouco amargor à bebida.

Copo de cerveja com sacos de malte em cima da mesa.

Subestilos da Scottish Ale

Além disso, é importante você saber que a Scottish Ale possui 3 subestilos, que foram determinados em meados do século 19 quando as cervejas eram classificadas com base no preço de seus barris, o sistema shilling.

Essa metodologia de precificação levava em conta a densidade e o volume de álcool nas bebidas, ou seja, a força alcoólica da cerveja era o que determinava o seu preço e o seu “estilo”. As variações são as seguintes:

  • Light: cervejas com aromas de pão tostado, biscoito e bolachas, podendo apresentar notas de caramelo. Com coloração de cobre-claro a castanho-escuro, possuem geralmente corpo médio e carbonatação moderada. O teor alcoólico não passa de 3,2% e o IBU de 20.
  • Heavy: de maneira geral, os rótulos desse segmento apresentam as mesmas características aromáticas e de sabor que as vistas nas Light. O que aumenta aqui é o teor alcoólico que pode atingir 3,9%.
  • Export: novamente, a base de aromas e sabores é parecida com suas “irmãs” mais leves. O que pode ficar mais proeminente aqui é o amargor (cerca de 30 IBUs), trazendo notas cítricas, terrosas e até um pouco de condimentado, além de um leve frutado proeminente das leveduras. O teor alcoólico é consideravelmente maior: até 6% de ABV.

Peso pesado

Como você pode observar, há uma escala de teor alcoólico entre as Scottish Ale. Quando pegamos uma Scotch Ale essa discrepância é ainda maior: o estilo prevê cervejas que vão de 6,5% a 10% de ABV. Esse salto é tão perceptível que a categoria ganhou os apelidos de Strong Scotch Ale e Wee Heavy.

O perfil maltado persiste, claro, mas os aromas e sabores ficam muito mais proeminentes. As notas de caramelo e tostado são bastante reforçadas, com um dulçor forte acompanhado da percepção do álcool e até um sutil defumado pode ser sentido. Nuances de frutas secas também podem aparecer com maior clareza nesse tipo de cerveja.

Contraste no copo

Teoricamente, essas distinções podem parecer muito sutis. Mas se você tiver a oportunidade de experimentar uma Scottish Ale e uma Scotch Ale lado a lado vai perceber bem as nuances específicas que oferecem.

E aí, qual a sua experiência com os estilos escoceses? Já degustou algum deles? Se souber de mais peculiaridades deles deixe seu comentário e compartilhe com a gente e todos os outros cervejeiros da comunidade!

Cheers!


Fonte: BJCP

Deixe uma resposta

O QUE VOCÊ ACHOU?

Escrito por Fernando D'Aquino

Produtor de conteúdo apaixonado por tecnologia, games, esportes e, principalmente, cerveja de qualidade!

Escritor

Ressaca é doença? Segundo justiça alemã, é sim!

Últimos dias para assinar o Pack de Los Muertos