in ,

O crescimento cervejeiro do Espírito Santo

Se você pensou que o Brasil Cervejeiro parou de viajar o Brasil, está enganado! Voltamos com a série de visitas e agora estacionamos no Espírito Santo, que tem informações preciosas sobre o mundo cervejeiro e o que nos cerca! Nesse posts vamos falar sobre o crescimento cervejeiro do Espírito Santo.

Você sabia que o estado com número mais expressivo no crescimento de cervejarias é o Espírito Santo? De 11 cervejarias em 2017, o estado subiu para 19 no final de 2018, resultando em um crescimento de 72,7% e consolidando assim o 8º lugar no ranking nacional de cervejarias por estado no Brasil.

E por falar em Espírito Santo, nós, que amamos cerveja, sabemos que infelizmente o solo brasileiro não é o mais adequado para a produção de lúpulo, um dos ingredientes fundamentais para a produção de cerveja. Mas é neste estado que o cultivo tem dado sinais de que será possível cultivar esse insumo por aqui.

A história é curiosa: um produtor resolveu tentar a sorte, depois de algumas tentativas que não deram resultado, e um dos materiais que foi para compostagem acabou crescendo e se adaptando ao ambiente! Ai a genética… Desde então, essa planta tem sido utilizada em novas plantações e uma delas fica no Espírito Santo. O plano é que dentro de alguns anos o Brasil passe a ser um exportador de lúpulo, e não um importador. Que esse sonho se realize logo!

Mas agora, vamos falar sobre as cervejarias do Espírito Santo? Começando pela Cervejaria Barba Ruiva, ela é o primeiro brewpub do estado! Eles vendem o produto como chopp e também engarrafado. Chegando no estabelecimento, você pode pedir a tábua de degustação das cervejas e depois partir para as suas preferidas. Parada obrigatória para quem vai à cidade de Domingos Martins.

*brewpub é um bar que produz e vende a cerveja no próprio local

Se você achou legal a ideia do brewpub, que tal então uma cervejaria, restaurante, choperia e loja? E se você estiver meio mal porque pesou na bebida e na comida, tem uma farmácia também! (risos)

Quem curte a tradição alemã precisa conhecer a Cervejaria Trarko, e você provavelmente vai se encantar com o restaurante Fritz Frida, que é da mesma família. A Trarko foi uma homenagem a duas famílias alemãs e tem um notável rótulo de Scotch Ale com malte de uísque, bem como uma Stout bem alcoólica. Mais um ponto legal é que a cervejaria e o restaurante oferecem diversas harmonizações para seus rótulos, que também acompanham os estilos IPA e Pilsen.

Passeando pelas montanhas capixabas, encontramos a Cervejaria Altezza, uma belíssima casa de campo que comporta uma cervejaria desde 2015. Seus rótulos utilizam o método Priming, que consiste em realizar a carbonatação diretamente na garrafa. Eles possuem 10 receitas e prometem alta qualidade com insumos selecionados. Todos os rótulos são baseados no brasão da cervejaria. Vale a visita!

Não posso deixar de citar também a Cervejaria Azzurra, que vive no estilo Beer Garden e, segundo minhas pesquisas, abriga festas incríveis para aproveitar o clima turístico da região. Eles também oferecem diversas opções gastronômicas, porque a gente sabe que beber de estômago vazio não traz bons resultados. Além disso, possuem a tábua de degustação das cervejas, uma ótima forma de você conhecer melhor os rótulos oferecidos. Entre eles encontramos os estilos: APA, Kolsch, Weiss e American IPA!

Nos vemos na próxima edição com outros estados do Brasil e seus destaques cervejeiros.

Cheers!

Deixe uma resposta

O QUE VOCÊ ACHOU?

Destino cervejeiro: O longo sonho da visita ao Staminee de Garre

Cervejaria Dogma investe em estrutura e inovação