in

O estilo Scotch Ale, ou Wee Heavy para os íntimos

Uma categoria representada por cervejas maltadas e marcantes.O apelido pode até dar a impressão de que se tratam de cervejas menos intensas, mas na verdade as Scotch Ale passam bem longe de leveza. O estilo também é conhecido como Wee Heavy, termo que significa “small strong”, algo como “menos forte” em português. Porém, o perfil desse tipo de cerveja é pesado, tanto que a categoria é chamada ainda de Strong Scotch Ale.

O estilo tem algumas curiosidades na sua história. Originalmente, as Scotch Ales eram produzidas a partir de uma técnica de produção que está em desuso, a parti-gyle — que consiste na divisão do mosto para adição de lúpulos, leveduras e adjuntos variados para produzir cervejas distintas. Apesar de os métodos produtivos terem sofrido reformulações, as raízes das Wee Heavy estão ligadas as receitas dos anos 1700 e 1800.

Além disso, lá por meados do século 19 na Europa, inclusive na Escócia, as cervejas eram classificadas com base no método de precificação da bebida naquela época, o sistema shilling, que usava como métricas a densidade e o teor alcoólico. Ou seja, a força alcoólica da cerveja era o que determinava o seu preço e a nomenclatura que receberia. Assim, basicamente existiam três categorias: leve, média e forte (ou de exportação). E é daí que vem a denominação de Strong Scotch Ale usada até hoje.

A riqueza dos maltes

As características do estilo são pautadas pelos maltes usados. Portanto, quando abrir uma Wee Heavy, você pode esperar principalmente por notas de caramelo tanto no aroma quanto no sabor. Dependendo dos grãos escolhidos, pode aparecer um tostado e até um sutil defumado. O líquido tende a ser límpido em cores que variam de acobreado claro a marrom bem escuro, com boa formação de espuma. Mas isso é o que os guias de estilos de cerveja trazem, na prática o que importa é a criatividade e a destreza do mestre cervejeiro!

Outra sensação marcante das Scotch Ale é um leve calor alcoólico, até mesmo para equilibrar o dulçor trazido pela alta carga de malte usada nas receitas. Sabe quando a sua garganta e bochechas parecem esquentar após beber uma cerveja? Essa é uma percepção esperada para uma Wee Heavy — claro que não pode ser nada que cause desconforto — já que ela pode ter de 6,5% à 10% de teor alcoólico, segundo o Beer Judge Certification Program (BJCP).

>>> O incomum estilo de cerveja California Common <<<

Juntando tudo isso, temos cervejas que podem cair muito bem com carnes vermelhas assadas ou grelhadas, queijos fortes e até sobremesas dependendo dos aromas e sabores trazidos por cada rótulo.

Ah, e não confunda Scotch Ale com Scottish Ale. Ambos são estilos escoceses, mas possuem características diferentes. Mas esse papo fica pra outro post.

Tenho duas sugestões de rótulos para você se aventurar pelas Scotch Ale:

  • Claymore, da Great Divide: carregando o nome de uma espada medieval escocesa, esse exemplar da cervejaria norte-americana é uma homenagem à receitas ancestrais do estilo, oferecendo notas de caramelo, leve torrado e frutas secas.
  • Wee Heavy, da Bodebrown: foi a primeira cerveja produzida pela marca curitibana e a primeira do estilo a ser registrada no Ministério da Agricultura, em 2010. Ela acumula algumas medalhas, e até já foi produzida em parceria na Escócia. Hoje possui variação com maturação em dornas de amburana.

Essas duas cervejas você encontra no Clube. Inclusive, já experimentei o rótulo da Bodebrown e recomendo!

Cheers! ?

Deixe uma resposta

Escrito por Fernando D'Aquino

Produtor de conteúdo apaixonado por tecnologia, games, esportes e, principalmente, cerveja de qualidade!

Escritor

Pulled Pork na cerveja [Receita]

Cervejarias investem em sustentabilidade