in

Tem cerveja do Pantanal?

Continuando nossa viagem pelo Brasil Cervejeiro, estacionamos no Mato Grosso do Sul. Terra quente que combina muito, mas muito bem mesmo com uma cerveja gelada e refrescante. Afinal, tem cerveja do Pantanal sim!

Lembrando que não estamos falando de cervejas ESTUPIDAMENTE geladas. Se você ainda não sabe, eu te falo: cervejas muito geladas acabam comprometendo o sabor dos ingredientes, e isso prejudica na hora da degustação reduzindo a percepção de tudo o que a bebida tem pra nos oferecer!

Chega de papo e bora pra ação

Vamos ao que interessa, a primeira cervejaria sul-mato-grossense (falei certo?) que vamos conhecer é a Morena Bier.

Apesar de residirem em Santa Catarina, os donos da Morena Bier decidiram montar sua cervejaria na capital de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande. Em meados de 2009 a ideia surgia e em 2013 fizeram a primeira produção de cerveja.

A escolha se deu pela hospitalidade do povo, o clima da cidade e os bons incentivos fiscais. Sem falar no espaço muito aconchegante pra quem quiser provar as cervejas lá mesmo! Você curte a Lei da Pureza Alemã? Lá é o lugar certo pra você, pois as receitas da cervejaria seguem essa tradição alemã à risca.

>> O crescimento cervejeiro do Espírito Santo <<

Mais uma história que começa com o “sonho de grandes amigos”, a Cervejaria Canalhas surgiu assim. Sete amigos decidiram tirar suas receitas caseiras da panela e investir em algo maior. Funcionou! Seus diversos rótulos são ousados, cheios de qualidade e com uma pitada de pôquer. Eu particularmente adorei os rótulos e pretendo muito em breve experimentar alguns. Começando pelo Fake Lager, que me convenceu já no nome rs.

cerveja-no-pantanal

“A cada gole, uma nova Prosa.” Essa é a definição da Cervejaria Prosa. Além de garantir que a cerveja é criada com fermentação dos melhores maltes do mundo, com o toque sul-mato-grossense. Podemos confirmar isso analisando alguns rótulos, como a Boiadeira, Toca da Onça e Piracema!

Desde 2017 a identidade da Cervejaria mostra seu patriotismo. Por exemplo, sua Weizen Doppelbock se chama Corumbella, homenagem ao primeiro organismo multicelular do planeta inteiro, descoberto em terras pantaneiras. É mais uma cervejaria que você pode ir degustar das cervejas no mesmo local, e o ambiente aconchegante é garantido.

Em entrevista, um dos fundadores da cervejaria disse que “a inspiração tem a ver com a própria formação de Mato Grosso do Sul”,  a rota cervejeira em Campo Grande está cada vez melhor!

Valorize a sua região

Conhecemos mais um estado que está em expansão no mundo cervejeiro! É muito importante para essas cervejarias que o público local as valorize e consuma seus produtos. É aquela velha história de “beba local”.

E vamos lá, convenhamos que não há nada melhor que um dia de calor, um lugar aconchegante e uma cerveja recém tirada de um tanque fresquinho. Chega a dar água na boca!

Cheers!

Deixe uma resposta

O QUE VOCÊ ACHOU?

Beats GT, a Skol Beats com gin tônica

A História da Thornbridge – a premiada cervejaria inglesa