NOVO POR AQUI? GANHE UM COPO CERVEJEIRO EXCLUSIVO! USE O CUPOM PRIMEIRACOMPRA Saiba mais

UMA EXPERIÊNCIA VIRTUAL PARA REVIVER CADA DEFESA!

As cervejas do Clube 12 representam as principais defesas de pênalti do São Marcos ao longo da carreira. Relembre o primeiro jogo do Palmeiras na primeira edição da Copa Mercosul, com uma defesa de pênalti icônica contra o Nacional (URU) que garantiu vitória do Palmeiras e, posteriormente, o título de campeão.

DESAFIANDO AS AMÉRICAS

Na noite de 01 de outubro de 1998, o Palmeiras subiu as escadas do Palestra Itália, carinhosamente chamado de Parque Antárctica, para enfrentar o Nacional do Uruguai pela fase de grupos da primeira edição da Copa Mercosul. No grupo ainda estavam Independiente (Argentina) e Universidad de Chile (Chile).

Era a partida de volta e o Verdão já tinha conquistado quatro vitórias, garantindo a vaga para a segunda fase. Com isso, o técnico Luiz Felipe Scolari resolveu poupar a equipe e escalou o squad alviverde com seis reservas.

No primeiro tempo, poucas chances foram criadas por ambas as equipes. O resultado foi uma etapa truncada, encerrada em empate sem gols. O papo com o Felipão no vestiário surtiu efeito e o Palmeiras retornou ao gramado com outro espírito.

SE NÃO VAI DE PRIMEIRA...

Logo no início do segundo tempo, aos 2 minutos, Rogério cobrou uma falta. A bola desviou na barreira e tirou o goleiro adversário da jogada. Estava inaugurado o placar. Porém, a resposta do Nacional veio em seguida. Após cruzamento na área palestrina, Agnaldo derrubou o centroavante Ramíres e o pênalti foi assinalado pelo árbitro.

O cobrador foi Barrios, que bateu com força, rasteiro, no canto esquerdo do Marcos. O arqueiro alviverde pulou pro outro lado e a bola acertou a bochecha da rede. Seria o empate do time uruguaio, mas o juiz mandou voltar a cobrança devido à invasão da área.

Barrios foi novamente pra marca da cal. Correu pra bola e tentou repetir o chute. Contudo, a execução não foi tão precisa quanto a primeira. Bola a meia altura, sem muita força. E se a cobrança não fosse perfeita, parça, as chances do Marcão defender aumentavam muito. Não deu outra: São Marcos caiu pro canto esquerdo e espalmou.

A defesa mudou a dinâmica da partida e o Palestra partiu pra cima do Nacional. Aos 30 minutos, o Verdão ampliou após uma linda jogada de Júnior. Ele recebeu lançamento, fintou o primeiro marcador e avançou pela lateral esquerda até a entrada da grande área. Deu um corte seco no segundo adversário, driblou o terceiro, invadiu a área e serviu Arílson, que completou para a rede de primeira. Cerca de 5 minutos depois Almir fez uma enfiada de trivela para o Arílson, que disparou sozinho e, cara a cara com o goleiro, deu uma gingada para marcar o terceiro.

Palmeiras 3 x 1 Nacional (URU)
1 de outubro de 1998
Palestra Itália, São Paulo (SP)
Copa Mercosul

O QUE ESPERAR DE UMA APA?

O consagrado estilo American Pale Ale se trata de uma cerveja que busca equilíbrio e notas americanas. Te explico melhor! A APA é uma cerveja que exige a utilização de ingredientes americanos e os lúpulos americanos têm como características principais sabores e aromas frutados, cítricos e resinosos. Você vai experimentar uma cerveja equilibrada entre o dulçor e o amargor, com toques frutados que vão nos lembrar - principalmente - frutas tropicais (maracujá, abacaxi, manga e grapefuit). No copo, vamos encontrar uma bebida dourada e brilhante, com espuma branca, refrescante e que sempre vai te chamar para o próximo gole. Deu fome? Nachos ou uma tortinha de limão têm tudo a ver.

GOSTOU DO PROJETO?
ENTÃO GARANTA SUAS GARRAFAS DE COLECIONADOR!
Você está no Beer Brokers. Ir para o Clube do Malte