• Amargor
  • Característica
  • Cervejaria
  • Coloração
  • Embalagem
  • Estilo
  • PontoProduto
  • Teor Alcoólico
  • Volume
  • Categoria
  • Marcas
  • Assinatura Recorrente
Preço Por

Dubbel

O estilo Belgian Dubbel surgiu dentro dos mosteiros trapistas, na Bélgica, durante a Idade Média. A maioria dos relatos dá o crédito para a definição do nome Dubbel (que significa "double" ou "dobro") ao mosteiro trapista de Westmalle. Algumas referências trazem a ideia do uso dobrado de malte na receita, enquanto outras lendas sugerem que seria o segundo tipo de cerveja produzida no mosteiro.

Mesmo após ter sumido por algum tempo, esse estilo de cerveja teve sua produção retomada em meados do século XIX. A categoria como a conhecemos hoje, a Dubbel "moderna", foi criada em 1926 no mosteiro trapista de Westmalle. Após a Primeira Guerra Mundial os monges firmaram uma parceria com o cervejeiro Henrik Verlinden para aperfeiçoar uma de suas cervejas, gerando uma bebida de coloração marrom-avermelhada que foi batizada de "Dubbel Bruin".

A Belgian Dubbel, assim como outras cervejas da Escola Belga é complexa. Ela apresenta uma coloração âmbar com reflexos avermelhados, que aqui não é proveniente do malte tostado e sim de um tipo de xarope de açúcar caramelizado (um componente chamado de candi sugar) que é acrescentado a receita durante a etapa de fervura. No sabor e aroma o candi sugar oferece nuances de açúcar queimado, caramelo, frutas passas (uva, banana e maçã), que podem ser acompanhadas ainda de notas levemente picantes e herbais fornecidas pelas famosas leveduras belgas. É uma cerveja perfeita para quem busca por sabores complexos e refinados.

Cervejas Dubbel

Conheça alguns dos melhores rótulos dessas cervejas especiais:

La Trappe Dubbel

Esta cerveja holandesa é produzida pela cervejaria De Koningshoeven, a primeira fora da Bélgica a ter autorização para utilizar o selo trapista. Apresenta notas de malte torrado, caramelo e frutas passas, além de um baixo amargor. Seu teor alcoólico é de 6,5%. Confira aqui!

St. Bernardus Pater 6

Esta cerveja tradicional de aparência levemente turva, leva em sua receita aromas e sabores com notas de caramelo, toffe, banana passa e damasco. Seu teor alcoólico é de 6%. A St. Bernardus Pater 6 é Extremamente fácil de ser consumida. Confira aqui!

Val Dieu Brune

Esta cerveja belga, possui uma textura aveludada e média carbonatação. Leva em sua receita, um amargor moderado e notas de chocolate, café e castanha. Seu teor alcoólico é de 8%. Confira aqui!

29 produtos
Ordenar por:

Ordenar por

Ordenar por:

    Filtrar por

    • Amargor
    • Característica
    • Cervejaria
    • Coloração
    • Embalagem
    • Estilo
    • PontoProduto
    • Teor Alcoólico
    • Volume
    • Categoria
    • Marcas
    • Faixas de Preço
    • Assinatura Recorrente

    Dubbel

    O estilo Belgian Dubbel surgiu dentro dos mosteiros trapistas, na Bélgica, durante a Idade Média. A maioria dos relatos dá o crédito para a definição do nome Dubbel (que significa "double" ou "dobro") ao mosteiro trapista de Westmalle. Algumas referências trazem a ideia do uso dobrado de malte na receita, enquanto outras lendas sugerem que seria o segundo tipo de cerveja produzida no mosteiro.

    Mesmo após ter sumido por algum tempo, esse estilo de cerveja teve sua produção retomada em meados do século XIX. A categoria como a conhecemos hoje, a Dubbel "moderna", foi criada em 1926 no mosteiro trapista de Westmalle. Após a Primeira Guerra Mundial os monges firmaram uma parceria com o cervejeiro Henrik Verlinden para aperfeiçoar uma de suas cervejas, gerando uma bebida de coloração marrom-avermelhada que foi batizada de "Dubbel Bruin".

    A Belgian Dubbel, assim como outras cervejas da Escola Belga é complexa. Ela apresenta uma coloração âmbar com reflexos avermelhados, que aqui não é proveniente do malte tostado e sim de um tipo de xarope de açúcar caramelizado (um componente chamado de candi sugar) que é acrescentado a receita durante a etapa de fervura. No sabor e aroma o candi sugar oferece nuances de açúcar queimado, caramelo, frutas passas (uva, banana e maçã), que podem ser acompanhadas ainda de notas levemente picantes e herbais fornecidas pelas famosas leveduras belgas. É uma cerveja perfeita para quem busca por sabores complexos e refinados.

    Cervejas Dubbel

    Conheça alguns dos melhores rótulos dessas cervejas especiais:

    La Trappe Dubbel

    Esta cerveja holandesa é produzida pela cervejaria De Koningshoeven, a primeira fora da Bélgica a ter autorização para utilizar o selo trapista. Apresenta notas de malte torrado, caramelo e frutas passas, além de um baixo amargor. Seu teor alcoólico é de 6,5%. Confira aqui!

    St. Bernardus Pater 6

    Esta cerveja tradicional de aparência levemente turva, leva em sua receita aromas e sabores com notas de caramelo, toffe, banana passa e damasco. Seu teor alcoólico é de 6%. A St. Bernardus Pater 6 é Extremamente fácil de ser consumida. Confira aqui!

    Val Dieu Brune

    Esta cerveja belga, possui uma textura aveludada e média carbonatação. Leva em sua receita, um amargor moderado e notas de chocolate, café e castanha. Seu teor alcoólico é de 8%. Confira aqui!

    Ver mais... Ver menos...
    Você está no Beer Brokers. Ir para o Clube do Malte
    X