NOVO POR AQUI? GANHE UM COPO CERVEJEIRO EXCLUSIVO! USE O CUPOM PRIMEIRACOMPRA Saiba mais
  • Amargor
  • Característica
  • Cervejaria
  • Coloração
  • Copo Sugerido
  • Estilo
  • Harmoniza Com
  • País
  • Teor Alcoólico
  • Volume
  • Categoria
  • Marcas
  • Assinatura Recorrente
Preço Por

Cervejas Maltadas ou Duplo Malte

Para falar sobre cervejas maltadas, não podemos deixar de primeiramente explicar o que é malte. Afinal, como é feito o malte para cerveja? O malte são grãos de cereais que passam pelo processo de malteação, ou maltagem, como também é chamado.

Esse processo consiste em umedecer os grãos de cereais a ponto de iniciarem a germinação. Nesse ponto, o desenvolvimento da planta é interrompido e inicia-se a secagem e torra dos grãos que posteriormente serão usados na produção da cerveja.

Esse processo faz as enzimas quebrarem o amido do grão transformando-os em açúcar simples, que servirão de alimento para as leveduras, durante o processo de produção de cerveja, que, por sua vez, transformam esse açúcar em álcool e gás carbônico.

Vários tipos de grãos podem ser maltados, mas a cevada é o principal deles. Inclusive, para a bebida ser considerada cerveja, ela precisa ter obrigatoriamente malte de cevada em sua composição. Além do malte de cevada, o malte de trigo é também bastante utilizado na produção de cervejas do estilo Weissbier e Witbier.

Além de servir de alimento para as leveduras que produzirão álcool e gás carbônico, o malte contribui também para a cor, espuma, corpo, aroma e sabor da cerveja. O nível de torrefação do malte ajudará a definir a cor da cerveja (quanto mais torrado o malte, mais escura será a cerveja) e algumas notas de aroma e sabor como torrado, defumado, caramelo, toffee, café, chocolate, panificação, entre outras. Cervejas com essas características em evidência se encaixam dentro da categoria de cervejas maltadas.

E por falar em malte, como saber se a cerveja é puro malte?

Para ser considerada uma cerveja puro malte, ela deve ser feita unicamente com grãos de cereais maltados, ou seja, sua receita não pode conter nenhum outro tipo cereal não maltado como, por exemplo, milho, arroz e aveia e nem adição de outros ingredientes, como frutas. Mas, fique atento, o termo puro malte não é sinônimo de qualidade, é só uma classificação para cervejas que são feitas com 100% de cereais maltados.

E a cerveja Duplo Malte?
Nada mais é do que uma cerveja feita com a combinação de dois maltes, o que não é nenhuma novidade no cenário da cerveja artesanal, pois muitas, talvez a grande maioria delas, já são feitas com duplo malte, triplo malte e por aí vai. O termo duplo malte se popularizou com o lançamento da Brahma Duplo Malte em fevereiro de 2020, sendo uma provável tentativa da Ambev de aproximar o seu público geral para o segmento das cervejas artesanais.
235 produtos
Ordenar por:
Ordenar por
Ordenar por:
    Filtrar por
    • Amargor
    • Característica
    • Cervejaria
    • Coloração
    • Copo Sugerido
    • Estilo
    • Harmoniza Com
    • País
    • Teor Alcoólico
    • Volume
    • Categoria
    • Marcas
    • Faixas de Preço
    • Assinatura Recorrente
      Fuller's Brewer's Reserve N°2

      Fuller's Brewer's Reserve N°2

      Produto Indisponível
      BrewDog Dogma

      BrewDog Dogma

      Produto Indisponível
      BrewDog San Diego Scotch Ale

      BrewDog San Diego Scotch Ale

      Produto Indisponível

    Cervejas Maltadas ou Duplo Malte

    Para falar sobre cervejas maltadas, não podemos deixar de primeiramente explicar o que é malte. Afinal, como é feito o malte para cerveja? O malte são grãos de cereais que passam pelo processo de malteação, ou maltagem, como também é chamado.

    Esse processo consiste em umedecer os grãos de cereais a ponto de iniciarem a germinação. Nesse ponto, o desenvolvimento da planta é interrompido e inicia-se a secagem e torra dos grãos que posteriormente serão usados na produção da cerveja.

    Esse processo faz as enzimas quebrarem o amido do grão transformando-os em açúcar simples, que servirão de alimento para as leveduras, durante o processo de produção de cerveja, que, por sua vez, transformam esse açúcar em álcool e gás carbônico.

    Vários tipos de grãos podem ser maltados, mas a cevada é o principal deles. Inclusive, para a bebida ser considerada cerveja, ela precisa ter obrigatoriamente malte de cevada em sua composição. Além do malte de cevada, o malte de trigo é também bastante utilizado na produção de cervejas do estilo Weissbier e Witbier.

    Além de servir de alimento para as leveduras que produzirão álcool e gás carbônico, o malte contribui também para a cor, espuma, corpo, aroma e sabor da cerveja. O nível de torrefação do malte ajudará a definir a cor da cerveja (quanto mais torrado o malte, mais escura será a cerveja) e algumas notas de aroma e sabor como torrado, defumado, caramelo, toffee, café, chocolate, panificação, entre outras. Cervejas com essas características em evidência se encaixam dentro da categoria de cervejas maltadas.

    E por falar em malte, como saber se a cerveja é puro malte?

    Para ser considerada uma cerveja puro malte, ela deve ser feita unicamente com grãos de cereais maltados, ou seja, sua receita não pode conter nenhum outro tipo cereal não maltado como, por exemplo, milho, arroz e aveia e nem adição de outros ingredientes, como frutas. Mas, fique atento, o termo puro malte não é sinônimo de qualidade, é só uma classificação para cervejas que são feitas com 100% de cereais maltados.

    E a cerveja Duplo Malte?
    Nada mais é do que uma cerveja feita com a combinação de dois maltes, o que não é nenhuma novidade no cenário da cerveja artesanal, pois muitas, talvez a grande maioria delas, já são feitas com duplo malte, triplo malte e por aí vai. O termo duplo malte se popularizou com o lançamento da Brahma Duplo Malte em fevereiro de 2020, sendo uma provável tentativa da Ambev de aproximar o seu público geral para o segmento das cervejas artesanais.
    Você está no Clube do Malte B2B. Sair do B2B