Historia Sensorial Serviço Harmonização BJCP

Spice, Herb or Vegetable Beer

O nome é grande e os ingredientes inusitados

Vamos ao que interessa? Chegou a hora de descobrir como uma Spice, Herb or Vegetable é! Para começar, são cervejas que podem ser fermentadas tanto com leveduras do tipo Lager quanto do tipo Ale, fermentações híbridas ou espontâneas, vai depender do estilo base escolhido. Outro detalhe importante é que a faixa de amargor, teor alcoólico e cor também varia de acordo com o estilo base, não há um padrão. Portanto, lembre-se sempre que a definição do estilo base é essencial para determinar as características principais da cerveja e as especiarias, ervas ou vegetais adicionados devem ser equilibradas. Vamos nos aprofundar com mais detalhes?
Observando a cerveja no copo, sua cor deve acompanhar o estilo base escolhido e as adições. Por exemplo, se foi adicionado algum elemento que tenha cor característica, como hibisco, essa tonalidade pode aparecer na cerveja ou na espuma. Pode ser turva ou brilhante e a espuma deve acompanhar o estilo base mas lembrando que, dependendo da adição, pode ser afetada (na utilização de chocolates, por exemplo, devido a untuosidade). No aroma as adições devem ser percebidas desde níveis baixos até elevados já que alguns elementos são mais aromáticos que outros, como a canela em relação a algum vegetal. Se os elementos forem combinados, pode ser que nem todos sejam perceptíveis. O caráter do lúpulo pode ou não estar presente.Na boca a cerveja apresenta-se igual ao que percebemos no nariz: elementos adicionados devem ser perceptíveis e variar de leve a elevado. Perfis de lúpulo, de malte, amargor, ésteres, percepção alcoólica, corpo, carbonatação e demais características devem acompanhar o estilo base. Pode acontecer que alguma especiaria, erva ou vegetal adicionado eleve o amargor, o corpo e cause adstringência.

COPO SUGERIDO:
Taça ISO e Teku

TEMPERATURA IDEAL:
Segue o sugerido pelo estilo base

O ponto principal do serviço para todos os estilos de cerveja é ter copos bem higienizados, livres de gorduras, de odores e, preferencialmente, de vidro transparente para poder contemplar todos os detalhes da cerveja. Outro ponto importante é realizar o serviço sempre com calma e delicadeza para evitar acidentes.
Para Spice, Herb or Vegetable Beer pode seguir o ritual clássico do estilo base. Caso não haja, segue-se o ritual básico:
1. Segure com uma das mãos o copo inclinado a 45º;
2. Na outra mão, segura a cerveja com o rótulo voltado para quem será servido;
3. Derrame a cerveja lentamente até ocupar um pouco mais da metade copo;
4. Diminua a inclinação do copo gradualmente, finalizando na vertical, assim você terá uma linda formação de espuma e evitará o espumamento excessivo.;
Cervejas mais alcoólicas e com um buquê sensorial mais complexo devem ser degustadas em temperaturas um pouco maiores, enquanto as menos alcoólicas e menos complexas permitem temperaturas mais baixas. No caso da Spice, Herb or Vegetable, sua temperatura ideal de consumo segue o sugerido pelo estilo base.
Não há um copo exclusivo para essa categoria, mas lembre-se de que quanto mais alcoólica, encorpada e aromática for a cerveja, mais o copo deve ser baixo, abaulado, com a boca larga e com haste menor para favorecer a troca de calor das mãos para o líquido.
Tendo isso em mente, todos os copos são passíveis de utilização. Mas para que você possa extrair o maior número de informações da sua cerveja, opte por taças coringas como a ISO e a Teku, que são utilizadas para todos os estilos e favorecem a volatilização dos aromas, formação e persistência de espuma.

Carne vermelha
Grelhada

hamburguer

chocolate amargo

Um estilo tão amplo também proporciona harmonizações abrangentes. Para você ter sucesso nas escolhas, atente-se para as características do ingrediente que foi adicionado e observe como os itens abaixo se comportam na cerveja, quais são as intensidades: Amargor do lúpulo Amargor do malte Doçura Acidez Álcool Corpo Carbonatação Nos alimentos observe o método de cocção, os temperos utilizados, textura e também: Doçura Picância Untuosidade Umami Acidez Sal Amargor Cerveja e alimento podem interagir em diretriz de equilíbrio de forças, semelhança, contraste e complementação. Algumas sugestões são: Cervejas escuras e licorosas com adição de café, chocolate, baunilha, cacau, cardamomo… são excelentes acompanhamentos de sobremesas como bolos de chocolate, brigadeiros, cheesecake de frutas vermelhas, doces que levam coco no preparo e demais opções achocolatadas e também que possuam notas cítricas; Cervejas com adição de pimenta podem harmonizar por semelhança com culinária mexicana, mas cuidado para não exagerar; Já pensou um arroz doce acompanhado de uma cerveja condimentada com cardamomo e canela? Parece até uma calda para o doce! Não tenha medo de testar, o sucesso da harmonização está na tentativa!

SPICE, HERB OR VEGETABLE BEER

Impressão Geral:
uma união harmoniosa de especiarias, ervas e/ou vegetais e cerveja, mas ainda reconhecível como uma cerveja. O caráter de especiarias, ervas e/ou vegetais deve ser evidente mas em balanço com a cerveja, não tão em destaque como a sugerir um produto artificial.
Aroma:
O caráter das especiarias, ervas e/ou vegetais (SHV) particulares devem ser perceptíveis no aroma; contudo, note que algumas especiarias, ervas e/ou vegetais (por exemplo, o gengibre, a canela) tem fortes aromas e são mais distinguíveis do que outros (por exemplo, alguns vegetais) – pelo que se permite uma gama de caráter e intensidade das especiarias, ervas e/ou vegetais, desde sutil até a agressivo. O caráter individual de cada especiaria, erva e/ou vegetal pode não ser sempre identificável(is), quando utilizado em combinação. O aroma de lúpulo pode estar ausente ou balanceado, com especiarias, ervas e/ou vegetais dependendo do estilo. As especiarias, ervas e/ou vegetais devem adicionar uma complexidade extra à cerveja, mas não ser tão imponente a ponto de desbalancear a apresentação resultante.
Aparência:
A aparência deve ser apropriada para a cerveja-base declarada e aos ingredientes especiais declarados. Para cervejas de cores mais claras com com especiarias, ervas ou vegetais que apresentam cores distinguíveis, as cores podem ser notórias na cerveja e possivelmente na espuma. Pode ter alguma turbidez ou ser límpida. A formação de espuma pode ser adversamente afetada por alguns ingredientes, tal como o chocolate.
Sabor:
Tal como acontece com o aroma, o caráter sabor característico associada com a especiaria, erva e/ou vegetal particular deve ser perceptível, e pode variar em intensidade de sutil a agressivo. O caráter individual de cada especiaria, erva e/ou vegetal pode não ser sempre identificável quando utilizado em combinação. O balanço da especiaria, erva e/ou vegetal com a cerveja subjacente é vital, e o caráter de especiaria, erva e/ou 128 vegetal não deve ser nem artificial e/ou avassalador, a ponto de sobrecarregar a cerveja. Lúpulo de amargor, sabor, sabores de malte, teor de álcool, e subprodutos de fermentação, tais como ésteres, devem ser apropriados para a cerveja base e ser harmonioso e equilibrado com os sabores de especiaria, erva e/ou vegetal distinguíveis presentes. Algumas especiarias, ervas e/ou vegetais são inerentemente amargos e podem resultar em uma cerveja mais amarga do que o estilo da cerveja base declarada.
Sensação de Boca:
Sensação na boca pode variar dependendo da cerveja base selecionada e do quanto é apropriada para ser inserida à cerveja base. Corpo e níveis de carbonatação devem ser apropriados para o estilo da cerveja-base que está sendo apresentado. Algumas especiarias, ervas e/ou vegetais podem adicionar corpo adicional, embora adições fermentáveis podem diluir a cerveja. Algumas especiarias, ervas e/ou vegetais podem adicionar um pouco de adstringência, embora um caráter “rústico e puro” do condimento é indesejável.
Estatísticas Vitais:

OG, FG, IBUs, SRM e ABV irão variar dependendo do estilo da cerveja base subjacente.

Você está no Beer Brokers. Ir para o Clube do Malte