in

Top 5 equipamentos para fazer cerveja em casa

Acredito que a grande maioria de quem nos lê deva ter pelo menos o básico em equipamentos para fazer cerveja em casa. Contudo, como já citei em artigos anteriores, é sempre bom otimizarmos o nosso processo, seja para agilizar, facilitar ou padronizar as etapas de fabricação. Portanto, neste post quero apresentar a vocês o meu Top 5 de equipamentos que para fazer cerveja considero muito úteis para seu próximo upgrade.

1.    Refratômetro

Pode parecer uma coisa boba, mas uma das melhores trocas que fiz em todos esses anos foi do clássico hidrômetro por um refratômetro. As principais vantagens são a economia de mosto, permitindo mais medições durante o processo sem desperdício, e o fato de não resfriar a mistura no momento de averiguar, tornando as aferições mais fáceis e corretas. A desvantagem é ter que fazer conversões de brix/OG e lembrar que na fermentação os cálculos têm alguns ajustes. Mas hoje existem muitos aplicativos de celular que fazem essas contas rapidamente.

2.    Hop Spider

Esse equipamento é bem simples, mas auxilia muito nas adições de ingredientes – seja de lúpulo ou de outros adjuntos. Com ele é possível separar esses insumos do mosto mantendo-os em contato de forma a diminuir a quantidade de sedimentos, facilitando o whirlpool e clarificando melhor o líquido. Isso sem contar o fato de facilitar a coleta de lúpulo em folha. Se tiver um hop spider com tampa, ele pode inclusive ser utilizado para dry hopping, novamente melhorando muito a clarificação.

>> Homebrewing: Como fazer a maturação da sua cerveja <<

3.    Bomba de recirculação

Quando se faz levas de 10 a 20 litros nem pensamos na utilidade de uma bombinha, mas quando passamos dos 50 litros ela começa a fazer falta. Seja para recircular o mosto sem precisar passar horas mexendo com colher, seja para trasfega de água de lavagem de uma panela a outra. Vai por mim: uma bombinha ajuda muito nas levas grandes, reduzindo seu tempo de “barriga na panela” e diminuindo a necessidade de “levantamento de balde”.

4.    pHmetro

Mês passado eu dei uma introdução sobre as cervejas ácidas. Caso você pegue gosto por esse tipo de breja, um pHmetro se torna um item indispensável. Primeiro porque é bem difícil achar fitinhas de medição por aí. Segundo: elas acabam quando você mais precisa. Usando um pHmetro digital é possível economizar uma boa grana com fitinhas, medir durante todo o processo e não precisar sair correndo pro brewshop no meio da brassagem.

5.    Agitador magnético

Esse eu ainda não possuo, mas tenho namorado há algum tempo. Um dos maiores causadores de off-flavors depois da contaminação é o stress da levedura. Com um agitador magnético é possível propagar a levedura com muita facilidade antes de inocular.

Tem algum equipamento que mudou sua vida cervejeira? Compartilha aqui com a gente, quem sabe pode ajudar outros homebrewers também.

 

Kit Tour Cervejeiro

Compre 5 Cervejas e Leve 10

por R$

109,50

Comprar

* Ao clicar em comprar você será redirecionado para a página do produto em nossa loja.

Deixe uma resposta

Escrito por Fred Banionis

Homebrewer, sommelier de cerveja e produtor audiovisual. Amante de harmonizações e caçador de novas experiencias.

Beer Pack de julho – Coleção Hop Series

Abadia das Gerais – A cervejaria brasileira que produz somente receitas belgas