in

Páscoa com cerveja: dicas de harmonizações

cerveja na páscoa

A Páscoa chegou mais uma vez. E dessa vez vamos falar da Páscoa com cerveja. Se decidíssemos fazer um brainstorm sobre esta data, que tipo de coisas surgiriam à mão e de fácil acesso? Vejamos… Cristianismo, ressurreição, data santa, feriado católico, ovo, coelho, chocolate, vinho. Oito termos rápidos. Você consegue pensar em mais do que esses? Vamos fazer um exercício e romper com eles para percebemos que talvez tenha muito mais que isso nesta data.

Embora o primeiro concílio de Nicéia tenha estabelecido que a Páscoa é a data em que se comemora a ressurreição de Jesus Cristo, ela na verdade tem origem nas festividades judaicas em comemoração ao êxodo (período no qual os israelitas deixaram para trás a escravidão no Egito), ficando conhecida para nós como Páscoa judaica. 

5 cervejas ideais para a Páscoa

O curioso é que embora esta data seja lembrada apenas pelo advento do cristianismo, ela é cercada de simbologias muito mais antigas que ele – como o ovo que remete à tradição de trocar-se ovos de galinha, ocos e pintados, como forma de simbolizar a fertilidade (e o coelho está aí pra reforçar essa ideia) na passagem do inverno para a primavera.

Neste texto vamos perverter um pouco a ideia e o lugar comum de beber vinho e empanturrar-se de chocolates, e ao som de Ser humano do cervejeiro Zeca Pagodinho harmonizaremos cervejas com diversas outras coisas das quais este feriado pode nos oferecer.

Ceviche

Aqui pensaremos num ceviche marinado no limão com peixe branco, lula e camarão como entrada para nossos próximos pratos e, obviamente, harmonizado com uma clássica Weizenbier.  As notas de pão e malte vão contrastar bem com a acidez do prato, se equilibrar bem com os ésteres de banana e cravo, além de contribuir na harmonização com sua alta carbonatação. 

Bacalhau à Brás

Abrindo os pratos principais, levando em conta que não se deve comer carne na Sexta-feira Santa (reza a lenda)… Vamos servir este bacalhau tradicionalmente português, dessalgado com batata palha caseira harmonizado com uma Saison. O frutado característico desta cerveja da escola belga vai contribuir bastante com sua experiência sensorial durante a refeição.

Massa ao pesto com camarão

Como uma segunda opção de prato principal, temos uma massa maravilhosa, ao molho de amêndoas, manjericão, azeite e queijo com camarões na chapa, que vai harmonizar muito bem com uma Belgian Tripel. As notas temperadas vão contribuir bastante com o prato, assim como seu frutado. O frescor do manjericão combinando com o frescor da cerveja serão um show à parte.

Cordeiro assado

cerveja na páscoa

E no domingo de Páscoa com a carne já liberada, vamos assar aquela maravilhosa costela de cordeiro, bem suave, suculenta e desmanchando na boca com uma Belgian Dark Strong Ale. O dulçor de malte e suas características frutadas, além do elevado teor alcoólico, vão tornar a suavidade da carne de cordeiro numa experiência bem intensa. 

Você ainda estava esperando o chocolate, não é? Eu sinto muito decepcionar você… Não… Para com isso… Não me olha como cachorro que caiu da mudança. Você vai mesmo se empanturrar de chocolate ao leite? Tá bom, você venceu. Vai na fé e aposte nas Porters e nas Stouts, boa Páscoa com cerveja e Cheers!!

Deixe uma resposta

Escrito por Carlos Henrique Kruschewsky

Psicólogo, psicanalista, presidente do Dragornia Moto Club, Beer Sommelier, Homebrewer e Sócio da Dragornia Cervejaria.

Escritor
cerveja porter

Receita de Ganache de cerveja Porter

páscoa

Coelinho da Páscoa o que trazes pra mim? Cerveja!